ETAPAS DE FORMAÇÃO DESPORTIVA- SUB 5 A SUB 23

A estruturação das etapas de formação deve ser uma prioridade para os clubes, de modo a impedir a “queima de etapas”, uma especialização precoce ou apenas que algumas capacidades não sejam contempladas (físicas, técnicas táticas, psicológicas, sociais), quando o deviam ser.

Recrutamento e Exclusão de Talento no Futebol

O processo de identificação de talento é algo muito complexo, para se começar este processo todos os clubes deveria ser respeitada a cultura do clube e delinear-se o perfil de atleta a recrutar. Não existe uma regra simples para se detetar os atletas mais talentosos,

Inter de Conte e City de Guardiola. Uma reflexão-convite ao entendimento da Cultura Táctica

(Nota: Esta é a primeira de um artigo de duas partes. A segunda será publicada dentro de poucos dias.)

untitled image
untitled image

Táctica, componente agregadora, uma dimensão vista, na óptica deste artigo como uma dimensão Cultural. Cultura na medida em que construída, processual, dinâmica, evolutiva.

O Modelo de Jogo, também ele um emergir dinâmico, cuja concepção extrapola um carácter estanque e abstracto, sim observável.

Inter de Conte e City de Guardiola, são exemplos escolhidos, porque elucidativos creio, de pontos-mote para uma reflexão sobre o entendimento do conceber uma Cultura de jogo, da sua importância, lógica subjacente e pertinência que do meu ponto de vista encerra no futebol de hoje.
A variabilidade presente nos jogos de Inter de Antonio Conte e City de Guardiola, resultado essencialmente de algo construído e aculturado coerentemente durante mais que uma época até, caracterizou-se por um JOGO TODO, onde o aqui e agora regeu em parte o rumo da circunstância em vez de o jogo ir forçadamente para onde se predeterminou.

Coerência foi o que guiou o Inter de Conte e o o City de Guardiola (até antes da final da Champions). Coerência foi o que guiou à consolidação de uma Cultura de jogo, que obteve na maximização da redundância com a maximização da variabilidade duas fontes de energia para crescer.

O Papel do Analista de Performance Tática – Observação e Análise do Adversário

Funções primordiais do Analista de Performance Tática do ponto de vista qualitativo. Reflexão sobre a díade: “Nosso Jogar” e Adversário, sendo que a componente da análise individual (que poderia muito bem constituir uma tríade) irá estar sempre integrada nestes dois grandes pilares do papel do Analista. Observação e Análise do Adversário nas suas dimensões Macro/Meso, ou seja análise colectiva, e Meso/Micro correspondendo à análise individual, com exemplos práticos daquilo que deverá ser a forma e tipo de conteúdo produzido para suportar/potenciar o processo e auxiliar a equipa técnica.

Learning Theory in Football

Seven years later I have helped many players discover their potential. Everyone wants to coach Pogba, Ronaldinho, Messi, or Ronaldo but, our job is not to produce world-class players, Your responsibility is to focus on making our players maximize their potential. When we give the players tools to succeed on and off the pitch, we all win.

PARA ALÉM DO TREINO DE GUARDA-REDES: FUNÇÕES E TAREFAS DO TREINADOR DE GUARDA-REDES.

Dependendo dos métodos de trabalho do treinador principal e da sua forma de organizar e delegar tarefas aos treinadores adjuntos, assim como do contexto em que se insere (Futebol de Formação ou Futebol Profissional) o treinador de guarda-redes, para além das suas principais e prioritárias tarefas com os Guarda-Redes, poderá desempenhar ou corresponsabilizar-se noutras tarefas. É importante salientar que o Treinador de Guarda-Redes, para além do enorme conhecimento e foco na referida posição, sendo primariamente um treinador de futebol, deverá procurar continuar a conhecer o jogo e o treino na sua globalidade de forma a poder potenciar e integrar os “seus” Guarda-Redes, otimizando a ligação destes à equipa.